top of page

Maquiavel, pluralismo, religião

"Se a “mente livre” emergia do fortuito, era aceitável que o próprio movimento de mudança do ser estivesse fundado em algum tipo de realidade centrada no imprevisto. A dinâmica de qualquer existência e mudança, possuía muito de aleatório, donde, portanto, Maquiavel voltar-se para pensar um necessário conceito central que exprimisse essa realidade: no caso o complexo tema da Fortuna."



O texto completo pode ser lido aqui.

28 visualizações

Opmerkingen


bottom of page