Prédica de Edgard Leite no Yom Kippur, 9/10/2019


O Yom Kipur é a mais profunda experiência espiritual judaica.


Neste dia somos convidados, pelo Eterno, a um encontro essencial, visceral, único, entre a nossa consciência e os nossos atos.


Yom Kippur nos coloca diante do drama, do paradoxo de nossas decisões.


A condição humana é tensão contínua. Estamos imersos num mundo fragmentado, de formas superficiais, de elementos efêmeros. Mas que nos dão uma gratificação que nos parece imprescindível.


E tomamos contínuas decisões para nos satisfazermos com esse vento todo, que é apenas vento.


Mas nossa consciência percebe que há algo, neste universo, que não é efêmero, nem transitório, mas imperecível.


O percebemos, por exemplo, através do amor, cuja profundidade transcende o tempo e o espaço.


E entendemos que há algo que sustenta o universo. Desse algo vêm valores infinitos, cuja prática nos é tranquilizadora, porque sustentam não apenas atos bons, do ponto de vista moral, mas certos, do ponto de vista ético.


E sabemos, perfeitamente, quando é assim.


Vivemos, todos, diante desse enigma do livre arbítrio, que tanto nos afunda na dor do mundo, quanto nos eleva para a felicidade absoluta dos valores imortais.


Tomamos decisões que nos tornam invejosos, cínicos, vingativos, ressentidos, alheios ao bem, e que espalham em torno de nós a dor e a angústia.


Mas também tomamos decisões que nos aproximam dos outros, da nossa família, dos amigos, que nos abrem o caminho do amor, da ternura, da compreensão, da aceitação das pessoas e do perdão.


E que espalham elos de confiança e respeito.


Este dia é dia de jejum. Que é entrega de nossa ânsia vital ao Eterno. Neste dia podemos avaliar nossos atos. De forma real e humilde, com total sinceridade diante do mundo.

E consolidar e refazer nossa jornada no caminho da elevação da nossa consciência.


Avaliação que, embora tenha nos iamim noraim o seu momento culminante, é, na verdade, avaliação que deve ser contínua em nossa vida.


Ela vem da compreensão das palavras do Eterno, do seu sentido mais íntimo, que é colocar-nos em sintonia com a consciência divina. Com o que não é efêmero nem circunstancial, e que, portanto, é a verdade.


Tarefa difícil, porque se somos espírito somos também do mundo.


Mas não impossível, porque sabemos que o mundo é tão duro, as paixões humanas tão violentas, o ódio tão agudo que a única solução para a serenidade da alma é o amor, a ternura, o perdão.


Conta a nossa tradição que, nesse dias, o Eterno abre dois livros: o da vida e o da morte.

E, investigando de maneira prodigiosa a nossa consciência e a nossa alma, não apenas neste momento mas em todos os momentos de nossa vida, é capaz de entender o que somos, por onde andamos, qual o nosso destino.


Ele entende a bondade humana, e também a nossa maldade, de uma maneira absoluta. E nos registra na vida ou no desaparecimento.


Teshuvá, Tefilá, Tzedaká. Como escutamos aqui. Retorno, ou arrependimento, a prece sincera e profunda, o sentimento de justiça interno e externo. É isso, na essência, que nos liberta, nos redime e consolida o perdão e a vida.


Permite a transcendência, a superação de nossos erros.


O livro da vida é a paz e a serenidade, o triunfo do perdão nas nossas consciências, a coragem em assumir nossos mal feitos e a clara percepção de que temos sempre de ir adiante nessa jornada da existência.


Mas não na direção da ruína, mas sim na do Espírito, do Eterno, da elevação e da melhoria da nossa consciência.


Aqui, hoje, nos abrimos ao Eterno, para que ele registre nossos nomes redimidos nas páginas da nossa existência e nos dê força para continuar nossa jornada pela vida.


Ao lado daqueles que nos são próximos e queridos. Nossa família. Nossos amigos. Nossa comunidade. Pois estes são o nosso livro da vida.


Gmar Chatima Tova!


(Grande Templo Israelita, Rio de Janeiro)

108 visualizações
  • SoundCloud ícone social
  • Facebook ícone social
  • d499bf9074133db295373575066f97e4_1562267
  • academia_edited
  • YouTube Social  Icon
  • DR_IR_simbolo_final_c-05

© 2020 by Edgard Leite