Alashkar e o Livro da Vida

por Edgard Leite


Na época em que os turcos dominaram o Egito, em 1516, várias lideranças judaicas locais foram exiladas. Entre elas estava o Rabi Abraham Alashkar, que passou a residir na Tunísia, sob a displicente proteção do califa berbere Hafsida Muhamad IV .

Alashkar foi amparado por familiares, que moravam numa casa branca e fresca, muito silenciosa, na venerável e bela ilha de Djerba - local sagrado para gerações de judeus tunisianos. Na residência havia um terraço que dava para o mar mediterrâneo, onde usualmente o Rabi descansava, tranqüilo.

Na primavera, especialmente, quando os laranjais floresciam, ele gostava de apreciar o odor particular do anoitecer e o lento aparecimento das estrelas, sobre aquele mar luminoso

e azulado. Muito diferente do Nilo natal e “certamente muito mais bonito”, murmurava para si.


Leia o texto completo aqui.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Uma prece