top of page

Leituras infinitas

“A parábola é um procedimento discursivo que encontra suas raízes nas experiências analógicas cotidianas. Isto é, naquelas práticas que contêm o procedimento de entender um tipo de experiência em termos de outra e que, consequentemente, articula teorias sobre a conexão entre as coisas. Ela busca demonstrar que não há limites entre o mundo da vigília e do sonho, entre o mundo dos homens e o de Deus, e que o tempo é uma ilusão, pois tudo sempre retorna.”




O livro pode ser adquirido aqui.

11 visualizações

Comments


bottom of page