top of page

O despertar do sentido


O despertar do sentido, de Edgard Leite

Trecho de O despertar do sentido:


"A resistência da formação espiritual brasileira prosseguiu ao longo do século XIX e do XX, sempre rejeitando o império sangrento das revoluções seculares, pois, como escreveu uma vez S. Tomás de Aquino, o maior objetivo dos governos “deve ser o cuidar da unidade da paz”. Essa dissidência diante do movimento geral da política ocidental dos últimos dois séculos, contribuiu para inserir o Brasil numa espécie de “espiral de silêncio”, pois sua contribuição ao mundo contemporâneo marchou sempre não no sentido de propor guerras ou de defender a estupidez e a violência (que aqui tantas vezes vivemos, mas que vivamente condenamos), mas no de reafirmar valores universais de conciliação, compaixão e prudência, aqui também contínuo horizonte."



Comments


bottom of page